terça-feira, 5 de janeiro de 2010

sorte

"R saía da festa, atendendo a um chamado de trabalho. Já passava de duas da manhã e a ligação inoportuna requeria certa urgência. Sem pestanejar, pagou a conta, puxou L pelo braço e saiu. Ao entrar no carro, L não parecia muito feliz com a saída repentina. R desconversou, pediu compreensão, acendeu um cigarro, deu a partida e saiu devagar. Ao virar a esquina, da penumbra, surgiu um oficial de não-se-sabe-onde e indicou o acostamento.

A surpresa só permitiu a R, que bebia há mais de seis horas ininterruptas, exclamar: "Perdi!"

Com o carro parado, apagando disfarçadamente seu Marlboro Lights na lateral de seu tênis verde, R abaixou o vidro e calmamente soltou um desarmador "Boa noite!", acompanhado de um nervoso, porém bem disfarçado, sorriso. O diálogo decorreu com uma inesperada fluidez:

- Boa noite! Documentos do veículo e carteira de habilitação, por favor - pediu o policial.
- Pois não - respondeu R enquanto libertava-se do cinto e buscava os documentos no porta-luvas superior - Aqui está!
- O senhor ingeriu alguma substância alcoólica hoje, senhor... R?
- De forma alguma. - respondeu, coçando a testa para disfarçar o suor recente.
- E o senhor tem algo contra fazer o teste do bafômetro? - indagou o guarda.
- Não senhor, pode trazer. - disparou prontamente, transpirando um falso fleumatismo.
- Me aguarde por um minuto.

Enquanto esse "minuto" parecia durar horas, L perguntou, temerosa:

- O que você tem na cabeça? Vai fazer esse bafômetro e vai perder com certeza.

Respirando por instantes de sinceridade, R disse:

- E cê queria que eu dissesse que não ia fazer? Se tivesse dito isso, a essa hora, já tava tomando uns sopapo, algemado. Calma aí - pediu - que ele tá voltando.

- O senhor tem certeza que não bebeu nada hoje?
- Sim senhor, policial. Só vim buscar a menina. - mentiu, tremendo por dentro mas transpirando uma confiança da qual nunca tinha feito uso.
- Hmm... - ponderou o oficial - Ok, o senhor pode ir. Obrigado e boa noite.
- Boa noite, senhor! - disse, quase como um suspiro. - Bom trabalho!

Enquanto ligava o carro e afivelava o cinto, prometeu:
- Amor, não bebo quando for dirigir enquanto não mudar pra cá...

E seguiu embriagado, em direção ao trabalho para tentar ludibriar mais alguns."

5 comentários:

Daniel Bastos disse...

Palmas.

Loianne disse...

hahahahahaha...

Natália Albertini disse...

Tava fuçando no blogger, procurando coisas novas pra ler, e achei teu blog.
O texto me divertiu.
E parece ter outros bons. Talvez dê uma lida, se não se incomodar, claro...

E se tiver vontade, tempo e paciência em algum momento, sinta-se à vontade para ler minhas insanidades. (:

C ya.

Anônimo disse...

isa eu adoro suas musicas e vc e o alex formam um belo casal

toryburchshoesbags disse...

You need to be brisk to maintain equilibrium while executing mind blowing shots. Moncler Sale And tennis sneakers are a heck helpful in this regard. Tennis sneakers are ideal in providing support to the sides Belstaff Leather
of your feet while you make side to side movements. They are lightweight and flexible.Belstaff Womens Jackets
Herringbone patterned rubber outsole offer you excellent grip on all courts. These sneakers are well cushioned to comfort your Ugg Boots Salefeet and assure you a bombastic performance. So, shop a pair of tennis sneakers of your choice to meet your court needs and sore high on the success of your game. Kick the ball for a fine goal with cool football or soccer sneakers.